Cólicas do bebê: Alimentação da mãe pode influenciar

0

Já falamos anteriormente sobre o quando as cólicas no bebê preocupam. Dados os devidos esclarecimentos sobre motivação e como agir, também é importante saber que existem alimentos que podem agravar o quadro de cólica. Isso mesmo. Os alimentos que seu pequeno ingere também podem colaborar, seja para o bem ou para o mal. A Dra. Isa Xavier explica a seguir.

Mas como assim? Meu bebê só mama 

Se ele só mama, quem deve controlar a alimentação é você, mamãe. Segundo a Dra. Isa, alguns alimentos ingeridos podem ser a causa das cólicas no bebê, já que tudo o que a mamãe come pode passar para o bebê através do leite. Na dúvida, procure auxílio profissional para si e para ele. É muito importante avaliar como anda sua dieta. Se você quer amenizar as dores do seu bebê, é preciso se alimentar muito bem e substituir os alimentos causadores de gases e cólicas por outros mais leves.

Um exemplo clássico é o chocolate. Se pensa em comê-lo ao leite, é melhor substituir. Desejou? opte pelo chocolate meio amargo. Ele possui alto teor de cacau o que pode ser beneficente para saúde do bebê e da mãe, já que este possui poderosos antioxidantes e teor de gordura baixo. Outros alimentos que devem ser evitados ou, em conversa com a profissional, reduzidos ao máximo são: carne vermelha e frituras, outros como, cebola, repolho, ovo, couve-flor, feijão, grão de bico, ervilha, iogurte integral e batata doce.

A intolerância intestinal varia de criança para criança. E, assim como seu tempo pode aumentar ou diminuir para cada um, há alimentos que podem causar as temidas cólicas no bebê e outros não. A mamãe, mais do que ninguém, deve observar a reação a cada alimento. Se a dor potencializar após ela ingerir determinado alimento, é melhor suspender o uso.

Alimentação saudável pode melhorar os sintomas das cólicas no bebê

A dica tem a mesma estrutura da anterior. Ou seja, para evitar as cólicas no bebê, no caso, os alimentos são indicados para as mamães que amamentam, já que os bebês só começam a ingerir alimentos sólidos quando seu organismo já está preparado, geralmente após os seis meses, significando que ele não sofrera mais com as cólicas. Para as mamães que amamentam consumir muita água e se alimentar de forma saudável é a melhor forma.

Lembrando que fazer o bebê arrotar após as mamadas é necessário para ele eliminar o ar engolido durante a refeição, e ainda atitudes como deita-lo de bruços, mantê-lo relaxado, aquecido e massagens podem aliviar as dores das cólicas e facilitar a liberação dos gases.

No período que as cólicas atacam, seu bebê ainda precisa muito de você. Do mesmo modo, ou até mais importante, do que quando estava em seu ventre. Por isso, dê a ele o suporte necessário para atravessar essa etapa e cuide de sua própria alimentação. Mais na frente, você também será o exemplo de alimentação saudável, estilo de vida etc. Prepare-se o quanto antes. Dra. Isa Xavier finaliza “na dúvida, estamos sempre aqui para ajudar”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here