Estrias: marquinhas indesejáveis, mas que podem ser tratadas

0

Você nunca tinha reparado, até que um dia nota um risco de tom roxo na pele. Então, movendo o olhar do espelho para o seu próprio corpo, identifica a estria, que parece ter se processado da noite para o dia. Mas o que são as estrias? Elas “surgem” quando bem querem e escolhem qualquer lugar para isso? E como é possível eliminá-las e prevenir o surgimento de outras? Saiba mais a seguir.

O que são as estrias?

Segundo a fisioterapeuta dermatofuncional, Adriana Frota, as estrias são uma atrofia tegumentar adquirida que surgem quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”. Elas ocorrem mais em mulheres, podendo ser discretas ou exuberantes. Mas, muitos homens também sofrem com elas. Um de seus grandes motivos é o chamado “efeito sanfona”. Em resumo, o ato de emagrecer e engordar com frequência.

Não se sabe exatamente a causa, mas geralmente essas lesões aparecem após a distensão excessiva ou abrupta da pele que desencadeia uma inflamação e depois rompimento das fibras elásticas e colágenas. Podem ocorrer em situações como: crescimento rápido durante a puberdade, aumento excessivo dos músculos por exercícios físicos exagerados, colocação de expansores sob a pele ou próteses (de mamas, por exemplo), gravidez, obesidade, uso prolongado de corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis e anorexia nervosa.

As estrias costumam surgir em determinadas regiões do corpo

Nas mulheres, o mais comum é encontrar encontrá-las localizadas nos seios, no abdômen, flancos, glúteos e coxas. Nos homens, as áreas mais vulneráveis são os ombros, os braços e as costas, sendo que o crescimento rápido e o ganho de peso também são fatores determinantes no aparecimento de estrias no corpo masculino.

Elas devem e podem ser evitadas antes de se instalarem permanentemente. Um cuidado importante é controlar o ganho de peso, evitando que a pele sofra grandes distensões. O uso de cremes hidratantes, embora não haja evidência científica de correlação com a prevenção de estrias na gestação, é uma prática comum, sendo benéfica para a manutenção da qualidade da pele.

Tratando as estrias

Existem diversas formas de tornar as estrias menos aparentes. O resultado é melhor nas estrias recentes, ainda avermelhadas, apesar de também atingir aquelas que se apresentam mais esbranquiçadas. Cremes à base de ácido retinóico, glicólico ou vitamina C, peelings com ácidos, microdermoabrasão, carboxiterapia, microagulhamento entre outros tipos de tratamento podem ser ótimas formas de tratamento.

Cabe a você, junto à sua profissional de confiança, buscar a melhor forma de tratamento e ocultação desse desagrado estético. 

Dra. Adriana Frota Braga -Fisioterapeuta – Crefito 25481-f             
Clínica Center Fisio e Saúde 85 32683019/986442743
R. Barbosa de Freitas, 1455 – Loja 2 – Aldeota, Fortaleza – CE
 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here