Rinoplastia é forte aliada de quem busca uma maior harmonização facial

0

Seja funcional, reparadora ou estética, a cirurgia do nariz – mais conhecida como rinoplastia – já está entre as dez mais realizadas no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O procedimento é capaz de tornar o nariz maior ou menor; alterar seu ângulo em relação ao lábio superior; alterar a ponta do nariz; ou corrigir solavancos, entalhes ou outros defeitos no nariz.

Motivos que podem lhe levar a uma rinoplastia

Existem algumas características que são geralmente hereditárias, ou, em alguns casos, a procura pelo procedimento pode ocorrer devido a traumatismos. Em algumas situações, as características do nariz em si não são os únicos fatores que contribuem para o desbalanço facial. Aí já entra a questão estética da realização do procedimento. Nestes casos, cirurgias combinadas com a rinoplastia podem ser necessárias para atingir um resultado mais adequado.

Quando o assunto é hipertrofia das carnes esponjosas, isto é, o crescimento dos tecidos localizados ao lado do septo, o procedimento pode ser sugerido por um especialista. “Esse tecido é responsável por esquentar e umidificar o ar que passa pela via aérea e cresce quando o paciente tem algum tipo de alergia, obstruindo, desta forma, a passagem de ar. Uma das possibilidades da cirurgia é a diminuição dos cornetos.

É preciso respeitar a harmonia facial

Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, equilíbrio este que o cirurgião deve observar para preservar a naturalidade e autenticidade dessa face. Cada caso é estudado minuciosamente e as possibilidades reais de resultado são explicadas ao paciente. Quanto a parte estética, a rinoplastia proporciona uma redução dos sinais do envelhecimento, da flacidez de pele da face, e através da mudança de posicionamento de algumas estruturas conseguimos dar a paciente um aspecto mais jovem.

Várias fases são características do pós-operatório da rinoplastia. Assim, numa 1ª fase (logo após a retirada do gesso, em torno do 7º dia), apesar de corrigidos vários defeitos estéticos do nariz original, notamos um edema (inchaço) que vai diminuindo com o passar dos dias e que tende a se normalizar em torno do 6º mês. Existem pacientes que atingem o resultado definitivo um pouco antes, bem como outros que ultrapassam este período. A persistência ou não do edema transitório por um período mais longo que o normal geralmente não interfere no resultado final.

Para se submeter à remodelagem nasal é necessário ter pelo menos 15 anos, pois o procedimento só deve ser realizado após o nariz desenvolver-se completamente. Existem outros detalhes que precisam ser vistos antes de aderir a rinoplastia, por isso, é importante procurar um cirurgião competente e discutir detalhadamente sobre as suas expectativas em relação ao resultado, além das orientações pré e pós-operatórias. Como dito anteriormente, o equilíbrio da face deve estar sempre em primeiro lugar. E sua saúde também! Obedeça as recomendações médicas de forma criteriosa e evite ações como: se expor ao sol no período de recuperação, deitar em posições que possam afetar a área tratada, esforços demasiados, entre outras. O bom resultado de uma cirurgia depende, em muito, de como o paciente se comporta.

Dr. Coracy Carneiro –  Cirurgião Plástico – CRMCE: 9057
Av. Santos Dumont, 5753, Complexo São Matheus – Torre Saúde, 18º andar.
(85) 3025-4440 / (85) 99866-0000
 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here