Suco de caixinha e achocolatados são práticos, mas nada saudáveis

0
Cute kid girl eating sweet donuts

Seu filho anda sempre em busca de um “lanchinho”, né? Seja no período da tarde ou a noite. E se na correria do dia a dia, muitas vezes deixamos a desejar na alimentação na nossa própria alimentação, imagine na dos pequenos. Muitos pais adotam aquele lanche rápido, seja no fast food ou em casa, com o famoso suco de caixinha ou achocolatados, seja em pó ou igualmente em caixa. É aí que está o erro.

Os malefícios do suco de caixinha

suco de caixinha pode até ser saboroso, mas para a saúde não é possível falar o mesmo. Foi o que disse uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Foram estudadas 12 bebidas à base de fruta, comercializadas em caixinhas tetrapak ou garrafinhas de plástico. Elas, como se sabe, contêm alto índice de açúcar, corantes e aromatizantes. O instituto avaliou a qualidade nutricional das bebidas. Para isso, baseou-se na presença ou não dessas substâncias e as informações contidas nas embalagens, conforme manda a legislação. Os resultados não foram nada surpreendentes.

Afinal, como se sabe, as bebidas industrializadas tendem a conter altos teores de açúcar. É o caso dos néctares, que, segundo a legislação, devem respeitar um limite de adição de sacarose. Apesar de práticos, porque são vendidos em embalagens de um litro, os néctares são diluições açucaradas de sucos concentrados. É impossível encontrar, pasme, cerca de 20 gramas de açúcar por porção de 200 ml, o equivalente a duas colheres de sopa cheias.

O mesmo vale para os achocolatados

Em pó ou em caixinha, é preciso estar alerta. O motivo é o mesmo do suco de caixinha: alto índice de açúcar. E para quem não sabe, o açúcar está no topo da pirâmide alimentar. Ou seja, seu consumo deve ser reduzido. Os achocolatados comuns são adoçados com açúcar, que é considerado um alimento vazio, porque só tem calorias e praticamente não carrega nutrientes, além disso, ele também diminui a absorção do cálcio e ainda pode promover as temidas cáries que, inclusive, são muito comuns na infância.

Como diferenciar o que posso dar ao meu filho?

A preferência, claro, é óbvia: dar o suco da própria fruta. Mas uma das principais diferenças entre as bebidas à base de frutas é o teor mínimo de polpa de fruta (isto é, da fruta em si) que cada uma precisa ter. O suco é o que tem a maior concentração. Em seguida vem o néctar e, por último, o refresco (também chamado de bebida de fruta). Tais percentuais podem variar de acordo com cada caso. Ou seja, se você faz um suco caseiro, provavelmente adiciona mais água a um de goiaba do que ao de laranja. Mas o que você precisa ter sempre em mente e repetir para si é “não vou dar suco de caixinha para o meu filho.

Acredite, você vai agradecer muito mais por preferir tirar um tempo do seu dia e comprar a própria fruta do que buscar uma saída rápida. Além disso, os sucos naturais possuem outros vários benefícios que já são o suficiente para você optar por ele. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here