Implante de silicone: tire suas dúvidas e saiba mais sobre o procedimento

0

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, quase 160 mil pessoas buscaram o implante de silicone nos seios em 2015. Esse é o segundo procedimento mais procurado nos consultórios, ficando atrás apenas da lipoaspiração. Mas escolher uma prótese de silicone não se resume em decidir apenas o volume a ser utilizado, é preciso discutir com o profissional a que mais se encaixa com você. Saiba mais sobre essa cirurgia a seguir.

A cirurgia de aumento de mama utiliza implantes de silicone para tornar os seios mais volumosos ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso ou gravidez. Além de aumentar o tamanho e a projeção dos seios, o procedimento também resulta em uma melhoria da autoestima e até o equilíbrio de seu corpo. Essa modalidade cirúrgica também pode ser utilizada com o objetivo de reconstruir a mama após a mastectomia ou alguma lesão.

Buscando o sucesso do procedimento

O primeiro passo para o sucesso do implante de silicone é a escolha do cirurgião, que essencial para o resultado final e também para a segurança da paciente. É aconselhável verificar se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. No próprio site da SBCP é possível encontrar os profissionais por nome ou por estado. Antes da cirurgia, o cirurgião irá solicitar exames de sangue e de imagem para verificar se a paciente está apta para o procedimento. Também é recomendado não beber ou fumar por, pelo menos, duas semanas antes da operação.

Para cada caso, uma avaliação diferente e nem sempre um tamanho e tipo de prótese que ficou bem em uma amiga é a mais adequada para a paciente, mesmo que, aparentemente, elas tenham biótipos parecidos.  Para um bom resultado, é importante escutar o profissional e entender qual tipo de implante ficará melhor no seu corpo. A escolha do tamanho é definida por vários fatores,  entre eles temos: média da largura do tórax, da base da mama, elasticidade da pele e espessura do pinçamento cutâneo.

Quanto ao tipo de prótese de silicone, são três diferentes: O cônico, o redondo e o natural (em gota). Existem marcas que ainda subdividem o modelo natural em mais dois ou três submodelos a depender do formato da base.  Escolher entre um modelo cônico, redondo ou em gota irá influenciar diretamente no formato final das mamas. 

Vou poder amamentar após o implante de silicone?

A prótese de silicone é alocada atrás da glândula mamária e fica isolada dentro de uma cápsula sólida. O nosso sistema imunológico ainda reforça essa proteção e produz naturalmente outra cápsula, como se fosse uma bexiga que reveste a prótese. Essa proteção faz com que o material não entre em contato direto com o organismo. O que pode acontecer é uma perda provisória da sensibilidade na região do mamilo. Isso acontece com pouca frequência, mas, mesmo assim, ele será regenerado e não atrapalhará a amamentação. O tempo de recuperação varia de acordo com o tamanho da mama e da extensão da lesão.

Em caso de outras dúvidas, entre em contato com seu médico de confiança e esclareça. Ao optar pelo procedimento, é importante estar ciente de todos os seus benefícios e precauções.

Dr. Coracy Carneiro –  Cirurgião Plástico – CRMCE: 9057
Av. Santos Dumont, 5753, Complexo São Matheus – Torre Saúde, 18º andar.
(85) 3025-4440 / (85) 99866-0000
 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here